Quem sou eu

Minha foto
Caros amigos,o objetivo do Blog é compartilhar informações, opiniões e experiências sobre escaladas e divulgar o incrível potencial que a região de Nova Friburgo possui para a prática desse esporte. Disfrutem, deixem comentários e compartilhem sempre que quiserem suas aventuras pelo mundo afora! Sejam sempre muito bem-vindos! Um forte abraço e boas escaladas!!!

PARCEIROS

PARCEIROS
ANUNCIE NO BLOG

Serviços de guia de escaladas e caminhadas em NF.

Serviços de guia de escaladas e caminhadas em NF.
Serviços de guia de escaladas e caminhadas em NF

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Homenagem a Erick Marote Jublot o primeiro Friburguense a escalar o Pico Maior de Salinas.

No ultimo domingo dia 9/10/2016 os alpinistas Friburguenses foram surpreendidos com uma noticia muito triste pois o escalador e ex cefista Erick Marote Jublot falecia precocemente aos 43 anos de idade vitima de um infarto.

André Rodrigues , Gilvan, Erick Jublob e Leandro Gama no cume da Caixa de Fosforo na década de 80.Fonte: André Rodrigues.


Nos do croquitecafriburgo resolvemos fazer uma singela homenagem a este que foi um dos mais importantes escaladores de Friburgo na década de 80 e no início dos anos 90. Erick foi um dos reativadores do CEF centro excursionista friburguense na década de 80 junto com uma nova geração de aventureiros que mudaria os rumos do esporte em nossa cidade para sempre. Naquela época o clube estava desativado já fazia anos e com a popularidade do esporte crescendo no Brasil e principalmente no Rio de Janeiro estes jovens aventureiros tinham uma grande e difícil missão reativar um dos clubes de montanhismo mais antigos do Brasil, junto com Erick estavam nomes conhecidos ate hoje como grandes incentivadores do alpinismo em nossa cidade como Claudio Debosan, Paulo Braga Junior, Bruno Heringer, Sergio Jacoob, Charles Moura, Joel Novo, Leandro Gama, André Rodrigues, Beto Campos, Fernando, Leandro Nogueira e Muitos outros alguns ainda em atividade até hoje e outros que abandonaram o esporte como o própio Erick mas sem deixar um enorme e importante legado para o esporte em nossa cidade.

Traçado da Travessia das Catarinas.



Dentre os feitos e legado de Erick Jublot estão o primeiro grande trekking de Nova Friburgo a travessia das Catarinas que foi o primeiro grande evento organizado pelos novos reativadores do CEF em 1989 este trekking consistiu em subir todo o conjunto de montanhas das Pedras das Catarinas  que durou três dias começando na Pedra da Catarina Mãe  depois descendo até a Pedra da Catarina Filho e Subindo a Pedra da Catarina Pai e descendo a mesma até o Bairro de Olaria. Eles Subiram abrindo a trilha nas encostas destas montanhas e acampamo nos cumes da Catarina Mãe e Pai,  para a época foi uma aventura e tanto feito até hoje poucas vezes repetido com sucesso. 




Membros do CEF que participaram da primeira travessia das catarinas em 1989, no cume da pedra da catarina pai no terceiro dia de caminhada.


Alem deste feito notável de Erick e seus companheiros do CEF um outro feito o colocaria para sempre na história do alpinismo friburguense no ano de 1990 ele em parceria de Frederico Bruno Heringer se tornariam os primeiros friburguenses a colocar os pés no cume do Pico Maior de Friburgo escalando pela via Face Leste um feito extremamente notável e que podemos destacar como um dos maiores feitos esportivos daquele ano que foi muito especial e histórico para nosso esporte, sendo que já a algum tempo os escaladores de Friburgo estavam buscando este feito com inúmeras tentativas pela via Silvio Mendes sem sucesso e outras tantas pela via Leste numa época de informações e equipamentos limitados alem destes desafios neste mesmo ano Erick e seus companheiros do CEF fizeram parte de um grande evento que rolou no Country Club de Nova Friburgo a Ecosport. 

O Pico Maior de Friburgo montanha que foi escalada pela primeira vez por um friburguense em 1990 a cordada era formada por Erick Jublot e Bruno Heringer. Também em destaque  o antigo abrigo que os escaladores usavam no final da década de 80 e início de 90 hoje já não existe mas.


Foi o primeiro e único Evento em nossa cidade que reuniu praticantes e entidades ligadas a esportes radicais em nossa cidade o evento contou com a participação do CEF que montou um belicismo estande com fotos e equipamentos de escalada o que para muitos da nossa cidade foi uma grande novidade uma vez que o alpinismo ainda não tinha uma grande visibilidade para a maioria dos friburguenses, mas o ponto alto deste evento foi o muro de escalada artificial que foi montado na quadra externa do evento onde no ultimo dia da feira aconteceu o primeiro campeonato de escalada de Nova Friburgo onde o ganhador foi seu parceiro de escalada Bruno Heringer ficando Erick em terceiro ai dava para ver o quanto eles formavam uma cordada de peso naqueles tempos. Eu me lembro como se fosse hoje o dia que conheci o Erick um  daqueles garotos do CEF no evento e dois me chamaram muita a tenção um era o cabeludo de estilo louco Japão e o outro foi o Erick magro e loiro sempre de bom humor parecia um daqueles gringos malucos, mas não foi só isso o legado destes garotos e do muro realmente foi muito alem de uma exposição do esporte depois do evento uma nova e importantíssima geração de novos escaladores sugira na cidade onde eu mesmo fiz parte com outros nomes que mas tarde realizariam grandes e notáveis feitos para o alpinismo Friburguense.


O Muro de escalada da feira Ecosport marcando o inicio de uma nova geração que abril as portas para novas conquistas e desafios em 1990.


Apesar de todas estas contribuições para o desenvolvimento e incentivo ao alpinismo Friburguense Erick ainda deixaria para sempre nos paredões de nossa cidade sua marca com algumas das vias e conquistas mais memoráveis e difíceis da década de 90 na Pedra da Catarina Mãe e uma em especial até hoje é considerada uma das vias mais difíceis de Friburgo a via UPA LÁ LÁ na Pedra da Catarina Mãe em parceria de Leandro Baltazar “Japão”, Joel Novo, Sérgio Jaccoub, Bruno Heringer, Fernando e Charles Moura em 1992 graduada em  5˚ VIsup A0 D3 E3  com 400 m. Esta via conta com inúmeras tentativas mais com pouquíssimas repetições integral até onde eu sei não passa de cinco o que da pra imaginar a complexidade da via.

A Pedra da Catarina Mãe em Nova Friburgo.

Mas para mim esta não é a via mais importante que ele conquistou na Catarina e sim a via Refúgio
 das Mentes uma linda e exótica fenda em diagonal para a direita no lado esquerdo da montanha que foi a primeira via em móvel da Catarina Mãe abrindo portas para um novo e limpo estilo de escalada o que não existia nas paredes da Catarina uma vez que as outras vias existentes são em artificial e aderência a via foi conquistada na parceria de  Bruno Heringer, Leandro Nogueira e  Charles Moura em 1996 e graduada em 6˚ VII D1 E2 160 m. Após a conquista desta via estes escaladores receberam um apelido muito engraçado que foi o Quarteto pois eles só conquistavam juntos o que na época foi uma brincadeira acabaria se tornando um dos melhores grupos de conquistadores de Friburgo. Também na Pedra da Catarina  no mesmo ano de 1996 o Quarteto abririam outra via historia e muito exposta  a via Ratoeiras numa parede ainda inexplorada da montanha graduada em 5˚ VI D1 E2 300 m.

Eric Sansone na via Refúgio das Mentes na Pedra da Catarina Mãe via conquistada pelo Quarteto em 1996.


Infelizmente ainda por algum motivo que não ficou muito claro o Quarteto acabou se desfazendo e nunca mais voltaram a conquistar uma outra via juntos apesar deste fato todos eles continuaram se falando e sendo amigos mais nuca mais escalaram juntos o que foi muito ruim para o esporte em nossa cidade pois eles vinham abrindo vias excepcionais e elevando o nível da escalada em nossa cidade o que foi uma pena. Leandro Nogueira continuou escalando em alto nível e seguiu com seu ginásio de escalada e com sua loja de equipamentos e continua a escalar e conquistar novas vias até os dias de hoje, Bruno Heringer seguiu escalando também em alto nível abrindo novas vias mas abandonou o esporte se tornando canoísta, Charles Moura seguiu escalando mas também se afastou do esporte por um longo tempo e voltando mais tarde a escalar novamente já Erick foi o único que abandonou de vez o alpinismo depois de uma careira brilhante e de grande colaboração para as novas gerações acabou se dedicando a boemia e nos últimos tempos acabou ficando doente e veio a falecer vitima de um infarto aos 43 anos na cidade que amava se aventurar.


Erick , Japão, Joel e Leandro  na Caixa de Fosforo no PETP na década de 80./Fonte:CEF.

Bom pessoal depois de tanta lembrança boa de uma época que tenho certeza que muita gente sente saudade só posso agradecer ao Erick Jublot por tudo que ele fez por nós escaladores friburguenses e desejamos que vá em paz e que Deus te ilumine e te guie em suas aventuras em outro plano e que conforte sua família e amigos que sentirão sua falta .

RIP Erick.

OBS: Esta matéria é uma homenagem ao Erick para que fique aqui registrado para sempre o quanto ele foi querido e importante para o esporte em nossa cidade então gostaria de pedir para todos que quiserem acrescentara algo a este post que me envie uma foto, um comentário algum feito que ficou faltando ou alguma correção estamos abertos para melhora esta homenagem a este grande escalador Friburguense sei que Erick participou de muitas outras escaladas então sintan-se a vontade para contar suas lembranças com ele neste espaço Att: Leonardo Amorim.








terça-feira, 6 de setembro de 2016

CEF e PETP, Instalam degraus de vergalhão na trilha do Pico Menor de Friburgo.












Galera do CEF durante a instalação da nova escada de vergalhão para o cume do Pico Menor de Friburgo.
Fonte: Filipe de Assis.

No último dia 3/9/2016 foi realizada uma ação em prol do montanhismo e segurança de todos que sobem o Pico Menor de Friburgo. Uma parceria entre o CEF Centro Excursionista Friburguense e o PETP Parque Estadual dos Três Picos colocaram uma escada com degraus de vergalhão em um dos trechos mais expostos da trilha que leva ao cume do Pico Menor.

Galera do CEF e PETP toda reunida nos Três Picos para instalação dos degraus da nova escada da trilha do Pico Menor.
Fonte: Filipe de Assis.

Galera trabalhando o trecho mais perigoso da trilha para o Pico Menor instalando degraus de vergalhão para diminuir o risco de acidentes.
Fonte: Filipe de Assis.

 Este ponto estava com a vegetação comprometida e muitas das vezes se passava ali com o trecho em rocha molhado ou muito úmido que em caso de queda poderia cair em um enorme abismo.

O Pico Menor de Friburgo PETP.


A escada já finalizada e pronta pra uso.
Fonte: Filipe de Assis.



Nós do croquitecafriburgo gostaríamos de deixar nosso apoio em todas as ações que venha a melhorar a segurança e o desenvolvimento do montanhismo Friburguense e gostaríamos de deixar nossos parabéns para todos que participaram deste ato histórico.
Bons ventos para todos.
Léo Amorim.


Galera toda reunida nos degraus da nova escada da trilha do Pico Menor de Friburgo.
Fonte: Filipe de Assis.








quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Primeira vez nos Três Picos a gente nunca esquece......






















Estela na fazenda dos Três Picos com o papai pela primeira vez 06/08/2016.






















E com a mamãe na Republica Três Picos ....um frio só....


Nos três no caminho do Mascarinha até a fazenda dos Três Picos. 


Léo, Estela e Claudinha na Porteira da Fazenda dos Três Picos.


Caminhando com o papai nos Três Picos pela primeira vez com apenas um ano e dois meses.

Vista para o Caledônia e o Morro do Gato.


Caminhando com o Papai na Fazenda.

Caminhando sem o papai ....

Curtindo o visual do Caledônia com a mamãe. 


Valeu Estela por nos permitir estes momentos  ao seu lado espero poder voltar muitas e muitas vezes nos Três Picos ao seu lado te amo.

Croqui atualizado da LOS ENCARDIDOS - Marumbi. PR.



                                  Fonte: niclevicz.com.br

Recentemente uma das vias mais clássicas do sul do Brasil a Los Encardidos no Marumbi na famosa Torre dos Sinos que fica no Parana recebeu uma reforma e uma variante. A Via que foi conquistada no final da década de 80 pelos escaladores José Luiz Harteman  o Chiquinho, Bito Meyer e Julho Nogueira  tem 430m e foi graduada em VIIIa A2 na época.


Croqui da via Los Encardidos atualizado.














































Fonte :  José Luiz Harteman  o Chiquinho.


quinta-feira, 14 de julho de 2016

El kabong - Fotos da semana com Leandro Gama Baltazar "Japão".






















Joel Novo na El Kabong - Pedra do Capacete - Parque Estadual dos Três Picos - Nova Friburgo, RJ.
Foto de Leandro Gama Baltazar "Japão".

Semana passada recebi um email de um grande amigo e pessoa que inspirou uma geração inteira de escaladores de Nova Friburgo. Esta figura não podia ser ninguém menos que Leandro Gama Baltazar o "Japão". Me pedindo informações sobre a El Kabong no Capacete se eu tinha o croqui da via Infelizmente eu não tenho este croqui aqui na croquiteca, ainda! E falei a ele que no guia dos Três Picos era o único lugar que eu sabia que tinha, Mas de qualquer forma eu fiquei muito feliz com este email. pois já havia muito tempo que eu não falava com ele para aqueles que não o conhecem Japão foi um dos mais fortes escaladores de Friburgo no final das décadas de 80 e inicio da de 90 com um estilo único de escalada era magro que nem vara pal de grande estatura e com uma cabeleira até os ombros escalava fácil acima da casa do 7 grau o que pra época era espantoso e sempre acompanhado de seu radio walk tolk que embalava as escaladas ao som de muito rock progressivo e MPB, mas o que mais chamava a atenção era seu espirito camicaze de se conquistar forçando os limites do psicológico com esticões de 40,50 e até 60 metros sem nada como foi no caso de sua parceria em companhia de Bruno Heringer na conquista  da lendária via Filhos da Terra  no Pico Maior que até hj espera uma manutenção na sua parte final para ser totalmente finalizada e em Salinas ele ainda conquistou uma das vias mais desafiadoras do Capacete em companhia de Valcenir Coelho o"Val" a via em questão era a Ura Ura Rapas que se não me engano esta até hj sem uma repetição ou se houve foram raríssimas e não parou por ai ele também em parceria com Joel Novo foto acima e com Dinei Costa conquistaram uma das vias mais importantes do Capacete a via Sérgio Jacoob que é uma das mais frequentadas e a que oferece a descida mais rápida da montanha com apenas 3 rapeis com duas cordas.








Joel Novo Parceiro de decadas de Japão na El Kabong.
Foto: Leandro Gama Baltazar "Japão".

Ele também participou de outras grandes conquistas na cidade como a Upa Lá Lá na Pedra da Catarina Mãe o maior big wall da cidade fora dos Três Picos e a conquista da Pedra do Edifício no Parque de Furnas com a via Visões Diferentes o legado de Japão ainda inclui o inicio das vias Phobos e Alienígenas e a primeira inclusão no setor dos Queijos na Pedra do Imperador. E como muitos garotos daquela época com menos de 14 anos adorávamos escutar suas histórias sempre recheadas de adrenalina e facetas antológicas sempre com pouquíssimos equipamentos mas com muita coragem ele nos levou para as nossas grandes primeiras aventuras como o Pico Maior de Friburgo, Dedo de Deus em Teresópolis e o Pão de Açúcar no Rio foi realmente um grande incentivador do esporte em nossa cidade.


Joel Novo no Capacete Três Picos .
Foto:Leandro Gama Baltazar "Japão".

Bom depois de muitas lembranças boas da melhor época da minha viada como escalador só posso
desejar que Deus continue iluminando seu caminho e te desejo toda a sorte e saúde para vc e sua família, e V C me chama pra fazer algo ai em Fri de preferencia pra vc guiar kkkkk.




























 Léo, Dario, Joel , Tiriba e Japão na fazenda dos Três Picos em 1995.

Gostaria de salientar que se alguém tiver o croqui da via El Kabong que nos envie para registramos aqui na croquitecafriburgo e disponibilizarmos para outros escaladores que buscam informações sobre a via .
Att: Léo Amorim.













quarta-feira, 13 de julho de 2016

Pico do Frade em Macaé com croqui atualizado da reforma feita na via normal.







Esta semana recebi de um grande amigo e parceiro de antigas aventuras o escalador Friburguense André Rodrigues o croqui atualizado da via normal do Pico do Frade que fica na serra de Macaé - RJ.

Pico do Frade de Macaé.

























Fonte: www.macae.rj.gov.br

Deixamos aqui o nosso apoio a qualquer ação de melhoria e segurança no esporte que tanto amamos e que nos proporciona momentos únicos em nossas vidas, valeu toda a galera envolvida nesta reforma.

Localização: Pico do Frade - Glicério ( Macaé ) - RJ.

O Pico do Frade teve sua primeira acensão em 1949 por Hamilckar "Neblina"Reigas e Ricardo Menescal. Na época a via foi graduada como sendo uma caminhada com trechos em escalaminhada chegando a um primeiro grau de escalada. 







































Croqui feito pelos conquistadores. Fonte: http://www.carioca.org.br/croqui

Outra via muito famosa no Pico do Frade e a via Fabio Pé que já foi repetida pela primeira vez por André Rodrigues junto com Frederico Almeida escalador de Macaé e um outro parceiro numa jornada de dois dias de pura aventura e verticalidade.







































Croqui da Fabio Pé. Fonte: Frederico Almeida.